Notícias

01/12/2017

Presidente da Cohapar destaca investimentos em habitação popular durante seminário do Família Paranaense

Construção de 1.078 casas para pessoas em situação de vulnerabilidade social foram viabilizadas por meio do programa. Expectativa é e que outras centenas sejam contratadas com a abertura de um novo chamamento público aberto aos municípios.

Terminou nesta quinta-feira (30) o III Seminário do programa Família Paranaense, evento que reuniu representantes e técnicos de órgãos estaduais em todas as regiões do estado para discutir as estratégias de erradicação da pobreza no Paraná. O presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, participou da abertura dos trabalhos e destacou as ações no âmbito habitacional.

Lupion mencionou diversas metas alcançadas e projetos em andamento, em especial as desenvolvidas em parceria com a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social (SEDS), que coordena o programa. Atualmente, obras de 1.078 casas populares em 24 municípios com baixo IDH foram viabilizada por meio do Família Paranaense, número que deve aumentar com a abertura de um novo chamamento público lançado às prefeituras recentemente.

“São casas totalmente subsidiadas, que promoverão a melhoria da qualidade de vida e o resgate da dignidade de famílias que precisam deste apoio do poder público”, enfatizou o presidente da Cohapar. “Isso é fruto da sensibilidade do governador Beto Richa e da secretária da Família, Fernanda Richa em destinar investimentos para a parcela mais carente da população paranaense”, finalizou o presidente da Cohapar.

Seminário reforçou importância da união do setor público para erradicação da pobreza

De acordo com a secretária Fernanda Richa, a comunicação e união entre áreas do setor público são essenciais para retirar pessoas da situação de vulnerabilidade. “Mais de 300 mil famílias já passaram por esse programa. A gente vê resultado e transformação, no sentido de as famílias alcançarem autonomia e caminharem sem a necessidade de benefícios do Estado”, destacou.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financia as ações do Família Paranaense. “Acompanhamos periodicamente os resultados e os impactos do programa. Até agora mostrou informações muito interessante em várias dimensões”, afirmou o representante do BID, Francisco Ochoa.

O evento contou com a presença dos secretários de Administração e Previdência, Fernando Ghignone, e da Cultura, João Luiz Fiani, representantes das secretarias da Saúde, da Agricultura e Abastecimento, e da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, e da Emater e Ipardes.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem