Notícias

10/05/2018

Produtores agrícolas da região central do Paraná conquistam 41 novas moradias

Projetos do Governo do Estado, coordenado pela Cohapar, em parceria com o governo federal e prefeituras, beneficiou 41 famílias de Cândido de Abreu e Turvo. Investimentos nos municípios somam quase R$ 1,2 milhão.

Quarenta e uma famílias de pequenos produtores rurais de Cândido de Abreu e Turvo, na região central do Paraná, receberam nesta quinta-feira (10) as chaves de suas novas moradias. Elas foram beneficiadas por um trabalho integrado do Governo do Estado com o governo federal e as prefeituras, com investimentos que chegam a cerca de R$ 1,2 milhão. 

Os imóveis possuem 47 metros quadrados e são divididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço interna. Com os subsídios do poder público aplicados no projeto, cada família arcará com apenas 4% do valor de cada unidade, pago em quatro prestações de R$ 285 ao ano financiadas pelo Banco do Brasil.

TRABALHO INTEGRADO - A participação do Governo do Paraná na iniciativa envolve a assessoria técnica da Cohapar, responsável pela elaboração do projeto arquitetônico, acompanhamento e fiscalização das obras. A Secretaria da Agricultura e Abastecimento e a Emater também exercem um papel ativo no cadastramento, seleção e prestação de assistência às famílias durante todo o processo de construçã odas casas. 

De acordo com o diretor de Serviços Governamentais da Cohapar, Alceu Swarowski, a política habitacional do Governo do Estado iniciada em 2011, que resultou no atendimento de mais de 13 mil famílias rurais com novas casas, será mantida e ampliada pela governadora Cida Borghetti. 

"A oferta de condições dignas de moradia faz parte do processo de resgate social da população mais carente e esse é o entendimento da governadora, por isso vamos ampliar ainda mais as parcerias com os municípios e a União neste sentido", afirma. 

SEGURANÇA PARA CONTINUAR NO CAMPO - O produtor rural José Jarenczuk, de 58 anos, foi um dos beneficiados pela entrega de 30 casas em Cândido de Abreu. A precária casa de madeira onde ele morava com a esposa até o momento foi a única que ele conheceu como lar a vida toda. 

Herdada dos pais após o casamento, a família passou por momentos difíceis na antiga residência. "Eu coloquei uns calços de madeira em baixo pra sustentar a casa e mesmo assim tinha dia que até dava medo ficar dentro com medo dela cair", revela José. "A renda que a gente tira da produção de feijão e milho nunca foi suficiente pra gente reformar ou construir uma nova", conta o produtor. 

Emocionado com a perspectiva de mudança, José não tem planos de deixar a propriedade familiar. "Agora melhorou bastante a situação, ficou bem mais confortável e fácil de cuidar. Tô muito feliz aqui", comemora. 

INVESTIMENTOS EM HABITAÇÃO DEVEM CONTINUAR - Para Jerônimo do Rosário, prefeito de Turvo, onde foram entregues 11 unidades do programa, os investimentos em habitação rural são essenciais para o desenvolvimento econômico e social da população. 

"Turvo possui um baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e uma vocação agrícola, por isso é de fundamental importância que projetos como este, que melhoram a qualidade de vida dos agricultores familiares, continuem a acontecer", argumenta. "Por isso, já estamos trabalhando em parcera com a Cohapar na viabilização de novos projetos para a construção de mais casas, tanto na cidade quanto no campo", finaliza o prefeito. 

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem