Notícias

11/05/2018

Famílias de Irati recebem novas moradias rurais

Projeto integrado do Governo do Estado com o Governo Federal e a prefeitura envolveu investimentos de R$ 541 mil. Grupo beneficiado é composto por agricultores familiares, que pagarão apenas 4% do valor do imóvel.

Dezenove novas moradias foram entregues nesta sexta-feira (11) a agricultores familiares de Irati. O grupo foi beneficiado por uma ação conjunta do Governo do Paraná com o Governo Federal e a prefeitura, com investimentos de R$ 541 mil nas obras. 

As unidades habitacionais possuem 47 metros quadrados e têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa. Elas foram construídas dentro das propriedades dos produtores em um trabalho integrado que contou com a participação da Cohapar, Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento e Emater. 

REFERÊNCIA EM HABITAÇÃO RURAL - De acordo com o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, o Paraná tem se destacado em nível nacional pelo modelo de gestão adotado na construção de casas rurais. "O Paraná é o estado que mais contratou unidades do Programa Nacional de Habitação Rural, com o atendimento de mais de 13 mil famílias desde 2011 e projetos para a construção de mais 12 mil moradias aguardando análise do governo federal", informa Justus . 

Para o prefeito de Irati, Jorge Derbli, o programa ajuda na promoção social dos agricultores, o que também incentiva a economia local. "A melhoria nas condições de vida dos produtores rurais incentivam a permanência deles nas suas propriedades, onde eles contribuem com grande parte da geração de riquezas do município", afirma. 

DIGNIDADE - Após oito anos de casamento, o casal de agricultores Gilberto e Sandra Zampier foi um dos beneficiados pela iniciativa ao realizarem o sonho de ter uma casa própria. Os dois alternaram períodos em que moraram junto com os dois filhos de favor com parentes e em imóveis alugados na cidade, até chegarem ao ponto de ter que improvisar uma casa dentro de um galpão na pequena propriedade da família.

O desconforto e a incerteza de não ter uma moradia deram lugar a alegria de morar em uma casa de qualidade, graças ao projeto integrado que contou com a assessoria técnica da Cohapar, Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento e Emater. "É uma maravilha saber que agora eu tenho a minha casa própria, sem precisar pagar aluguel, só tenho que agradecer e pensar no futuro", comemora Sandra.

Recomendar esta notícia via e-mail: