Notícias

03/12/2018

Famílias do município de Ortigueira recebem chaves de suas novas moradias

Inauguração e entrega de chaves beneficiou 16 famílias de pequenos agricultores da cidade.

Na última sexta-feira (30), 16 famílias de pequenos agricultores da cidade de Ortigueira, região dos Campos Gerais, receberam as chaves de suas novas moradias.

Tendo como agente financeiro o Banco do Brasil e a Cohapar como entidade organizadora, o investimento inicial das obras foi de R$ 456 mil, com recursos do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), uma parceria entre instituições para viabilizar moradia a agricultores de baixa renda.

Para a prefeita, Lourdes Banach, as realizações fazem muita diferença na vida dos beneficiados, por se sentirem mais valorizados e poderem permanecer no campo “Ao longo dos anos existiu muito êxodo rural em todo o país e o fato dessas famílias terem moradias novas, mas no mesmo local onde residem é um incentivo para que elas permaneçam na área rural”, disse.

 Segundo o diretor de Relações Governamentais e Compliance da Cohapar, Alceu Ricardo Swarowski, o Paraná avança no programa nacional de habitação rural “A entrega dessas casas visa a fixação do homem ao campo e garante a qualidade de vida de suas famílias por meio da habitação”, relatou.

Com os aportes do poder público, cada família arcará com apenas 4% dos custos de financiamento, dividido em quatro prestações anuais de R$ 285.
O evento reuniu representantes da Cohapar, da Prefeitura, Banco do Brasil, Secretaria da Agricultura e Abastecimento (SEAB) e Emater, órgão responsável pelo cadastramento e seleção das famílias a serem atendidas, além de prestar assistência social e técnica contínuas aos produtores.

Famílias contempladas

O casal de agricultores João Leite de Oleira (64) e Maria Leopoldina (60), o momento é de agradecer e de programar as festas de fim de ano “Vamos receber os filhos, netos e bisnetos para o Natal. A casa vai ficar cheia e agora que ela tá mais bonita e aconchegante vai ser tudo mais legal” comemorou Maria.

Outra família contemplada é a do aposentado Roberto Alves Ananias (74). Segundo ele, a diferença da residência anterior para a atual é muito grande “A casa antiga era de madeira e não muito confortável. Estamos muito felizes porque o material de alvenaria parece que deixa tudo mais bonito”, disse.
Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem