Notícias

06/12/2018

Famílias de São Miguel do Iguaçu receberam as chaves de suas novas moradias

Maior projeto habitacional popular do município contemplou 250 famílias de baixa renda.

Nesta quarta-feira (05), 250 famílias do município de São Miguel do Iguaçu, região Oeste do Estado, receberam as chaves de suas novas moradias. As unidades habitacionais foram construídas em uma parceria dos três níveis do poder público, Associação Habitacional de Interesse Social (AMASMI) e Caixa Econômica Federal.

O Residencial Jardim Liberdade é o maior empreendimento que a cidade recebeu na área de habitação popular. Com recursos do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) e com investimentos de aproximadamente R$ 19,6 milhões, a iniciativa ainda contou com a participação da União por Moradia Popular do Paraná através do programa Minha Casa Minha Vida – Entidades, Copel e Sanepar.

Para o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, a entrega das residências é a realização de um sonho para essas famílias que vão confraternizar com segurança as festas de fim do ano “É um momento de muita alegria na chegada do Natal, poder transformar a vida dessas famílias, dando a elas um novo lar, através da moradia digna”, disse Justus.

De acordo com o prefeito da cidade, Claudiomiro da Costa Dutra (Claudio Dutra) o momento é de agradecer em nome de todas as famílias beneficiadas que sonhavam com esse dia “Conheço cada uma dessas pessoas e sei a necessidade e a importância dessas casas para cada uma delas. A satisfação que sinto ao ver a felicidade de cada familiar é incrível. Agradecemos aos órgão responsáveis que contribuíram para que esse grande evento fosse possível. Alegria e sensação de dever cumprido”, relatou.

 CASAS ADAPTADAS
Entre as famílias incluídas no projeto, oito foram atendidas com casas adaptadas, com rampa de acesso, portas mais largas e barras de sustentação nos banheiros.

Israel Costa (50) teve a perna esquerda amputada em um acidente de moto e se locomove com auxílio de cadeira de rodas e de muletas. Para ele, atividades do cotidiano como tomar banho ou entrar e sair de casa, se tornaram tarefas difíceis “Eu precisava tomar banho sentado em uma cadeira por falta de apoio. Agora, o banheiro tem uma barra que facilita o meu equilíbrio”, contou.
Junto com a esposa Maria Aparecida Ferrerino (44), Costa afirma que não vai sentir saudades da antiga moradia “Com certeza não vou sentir falta de onde eu morava. Essa casa foi toda equipada para atender as minhas necessidades. Estou muito feliz”, contou.

VIDA NOVA
Para a aposentava Veneranda Correia da Silva (54), que pagou aluguel por quase três anos, existem motivos de sobra pra comemorar a chegada do fim de ano “Agradeço muito por essa conquista. Estou feliz da vida porque nesse Natal vou reunir meus filhos e meus netos na minha casa nova”, comemorou.
As famílias contempladas possuem renda de até R$ 1.600 reais e pagarão prestações de R$ 80 a R$ 240 reais ao mês. A seleção dos beneficiários aconteceu por meio de processo seletivo com base nas inscrições previamente realizadas pelos interessados na AMASMI.
Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem