Notícias

04/01/2019

Cohapar entrega primeiras escrituras a famílias de Ubiratã

Documentos são necessários para o registro das casas em cartório no nome dos proprietários. Emissão foi feita por meio do programa de Escrituração Direta da Cohapar, com custos reduzidos em menos burocracia.

escrituração diretaDez famílias de Ubiratã, na região Centro-Oeste do Paraná, receberam nesta quinta-feira (3) as escrituras de suas moradias. Elas fazem parte de um grupo de mutuários da Cohapar que já quitaram o financiamento imobiliário com a empresa e agora foram beneficiadas pelo programa de Escrituração Direta da companhia.

A iniciativa consiste em um modelo mais simples de documentação de casas populares construídas pela Cohapar e cuja emissão das escrituras passa a ser feita diretamente pela empresa. “Com isso, os custos e o tempo do processo para que as escrituras sejam emitidas são reduzidos”, explica o chefe do escritório regional da companhia em Campo Mourão, Paulo Sovinski.

O processo tem um custo de R$ 432,50, que pode ser quitado em quatro prestações mensais, ou pago à vista com 15% de desconto. O valor representa cerca de metade do cobrado normalmente para regularização dos documentos, sem a opção de parcelamento.

Segundo Sovinski, a obtenção da escritura e posterior registro cartório valoriza o imóvel e garante facilidades como acesso a financiamentos para reformas e ampliações e mais segurança jurídica na comercialização da propriedade.

Além de Ubiratã, técnicos regionais da Cohapar já entregaram escrituras desta modalidade a famílias de Campina da Lagoa e Campo Mourão e há outras dezenas de municípios com processos em andamento.

COMO PARTICIPAR – Quem tiver interesse em participar do programa deve procurar o escritório regional de Campo Mourão, na Rua Mato Grosso, 1939, no Centro da cidade. O atendimento acontece de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30 presencialmente ou pelo telefone (44) 3518-2450.

Para dar início ao processo de escrituração, os interessados devem levar os seguintes documentos à Cohapar:
1. RG
2. CPF
3. Certidão de casamento
4. Comprovante de residência
5. Certificado de Quitação
6. Contrato com a Cohapar
7. Matrícula individualizada do lote
8. Procuração com firma reconhecida quando o pedido for feita por outra pessoa
9. Declaração do valor venal do imóvel ou cópia da folha do último carnê de IPTU
10. Declaração de isenção do FUNREJUS

Quando a pessoa residente no imóvel não for a titular do financiamento, além de todos os documentos já listados, também deverão ser apresentados documentos que comprovem a residência, a posse mínima de cinco anos e a compra do imóvel do proprietário anterior.
Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem