Notícias

25/04/2019

Cohapar e prefeitura vistoriam obras de 20 casas populares em Guaraniaçu

Recursos investidos na construção superam R$ 1 milhão em recursos da Itaipu Binacional, com a participação da companhia e da administração municipal. Cerca de 25% do cronograma já foi executado pela construtora contratada via licitação.

GuaraniaçuAs obras de construção de 20 casas populares em Guaraniaçu, na região Oeste do Paraná, estão em ritmo avançado. Cerca de 25% do cronograma previsto já foi concluído pela construtora, conforme atestado em uma vistoria técnica feita por representantes da Cohapar e da prefeitura nesta quinta-feira (25).

O projeto, orçado em mais de R$ 1 milhão, está sendo financiado pela Itaipu Binacional em uma parceria que conta com a participação da Cohapar e da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho. Serão 16 casas de 32 metros quadrados e quatro de 49 metros quadrados.

As moradias vão atender famílias em situação de vulnerabilidade social e serão repassadas sem custos aos futuros moradores. Para viabilizar o repasse gratuito dos imóveis, o projeto construtivo foi desenvolvido pela Cohapar, além de parcerias da Copel e Sanepar para instalação subsidiada dos padrões de energia elétrica, água e esgoto do residencial.

ENTREGA EM SETEMBRO – Pelo cronograma estabelecido em contrato, o empreendimento deverá ser concluído até 8 de setembro. “Nesta visita pudemos atestar a qualidade da obra, que vai melhorar a vida de famílias carentes de Guaraniaçu que precisam do apoio do poder público para terem uma moradia digna”, avalia o coordenador regional da Cohapar, Gerson Paranhos.

ITAIPU – Ao todo, o convênio entre o Governo do Estado e a Itaipu Binacional prevê investimentos de R$ 10 milhões para a construção de 320 casas populares em 16 municípios da região Oeste. A escolha das famílias foi feita por meio do cruzamento de dados cadastrados do governo estadual. O critério tem como base o tamanho da população, o índice de vulnerabilidade e o déficit habitacional mapeado pela Cohapar. No grupo, também estão contempladas as populações tradicionais, como quilombolas e indígenas.

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem