Notícias Cohapar Projeto da Cohapar é selecionado como Boa Prática em Gestão Pública no Paraná 09/10/2017

O artigo da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) "Avaliação das Condições de Moradia: Abordagem integrada entre a área social e da Engenharia” foi selecionado como “boas práticas” da gestão pública, Esta ação junto com mais 15 selecionadas fará parte da próxima edição da Revista de Inovação em Gestão Pública do Paraná no campo da Escola de Gestão.

Essa prática trata de uma metodologia integrada de trabalho que aproxima a área social e de engenharia em vistorias de campo para avaliar as condições de moradia das famílias. O engenheiro e os técnicos sociais avaliam em conjunto aspectos construtivos da casa e conversam com as famílias sobre isso.

De acordo com Corina Ribeiro, analista em desenvolvimento social da Cohapar, “O resultado obtido foi um diagnóstico integrado, a partir do olhar interdisciplinar das áreas envolvidas e que proporcionou mais confiança para as famílias.” Corina explica ainda que, “Observamos também que houve integração entre as equipes, redução de custos e superação do trabalho isolado”.

A ação contou com apoio e participação da Prefeitura e contribuiu para a intersetorialidade do Programa Família Paranaense, que é a sua marca. Segundo a coordenadora do programa Família Paranaense, Letícia Reis, as práticas serão divulgadas em eventos oficiais do programa. “Com isso, a Secretaria reconhece e valoriza as ações dos profissionais da assistência social envolvidos na implantação do programa”, comenta.

Os trabalhos escolhidos atendem aos eixos prioritários de intervenção, estabelecidos pelo Família Paranaense: assistência social, educação, habitação, saúde, agricultura e trabalho. As experiências servirão de referência e poderão ser adaptadas por outras equipes na realidade de suas regiões.

A equipe da Cohapar responsável pelo Programa Familia Paranaense – eixo habitação é composto pela arquiteta Maria Fernanda Lagana; Engenheiro Marcelo Santos; Assistentes sociais Lorena Mylla Gonçalves e Lucimeri Bezerra e a Socióloga Corina Alessandra B.C. Ribeiro. Além disso, os setores de Projetos e Obras, e os Escritórios Regionais estão envolvidos nos trabalhos.
Recomendar esta notícia via e-mail: