Notícias

13/02/2019

Prefeito de Wenceslau Braz visita a Cohapar para discutir ações voltadas à população carente

Processos licitatórios elaborados em parcerias do Governo do Estado com a administração municipal preveem a construção de 147 casas populares e regularização de 601 imóveis sem registro na cidade.

Wenceslau BrazA cidade de Wenceslau Braz, no Norte Pioneiro do Paraná, receberá mais de R$ 13 milhões de investimentos em projetos de habitação popular ao longo dos próximos meses. Os detalhes dos projetos foram discutidos nesta terça-feira (12) em um encontro do prefeito, Paulo Leonar, com o presidente da Cohapar, Jorge Lange, na sede da empresa, em Curitiba.

A maior parte dos recursos, cerca de R$ 12,5 milhões, será aplicada na construção de 147 novas moradias populares por meio do programa Família Paranaense, com recursos obtidos pelo Governo do Estado em um financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Ambas as etapas estão em fase de conclusão dos processos licitatórios para contratação das empresas que serão responsáveis pela execução das obras”, explica o presidente da Cohapar. “Isso vai ao encontro da proposta do governador Ratinho Junior de priorizar ações voltadas diretamente à população”, conclui Lange.

FAMÍLIA PARANAENSE – A primeira etapa envolve obras de urbanização, infraestrutura, reforma de moradias e escrituração de imóveis, além da construção de novas unidades habitacionais para atendimento de 97 famílias residentes em um assentamento precário na cidade. Já a segunda fase consiste na construção de 50 casas subsidiadas para pessoas que pagam aluguel em Wenceslau Braz.

Segundo prefeito, as intervenções darão mais dignidade à população. “São pessoas carentes, que precisam do apoio do poder público para melhorar as condições de vida e conquistar uma casa própria, e para nós é uma satisfação ajuda-las a realizar este sonho”, afirma Leonar.

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA – Por meio do programa Morar Legal Paraná, 601 famílias que atualmente residem em moradias sem qualquer registro poderão ter o direito de propriedade assegurado. O serviço será prestado por uma empresa licitada pela Cohapar, que também fiscalizará todas as etapas dos trabalhos, que têm prazo de 18 meses para serem concluídos.

O vereador de Wenceslau Braz Paulo Henrique Lima, que acompanhou a reunião, disse que a medida permitirá que a prefeitura possa melhorar também a infraestrutura na região. “A partir da regularização destes imóveis, outros serviços públicos poderão ser oferecidos de maneira mais rápida e fácil, pois estarão respaldados legalmente”, comenta.

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem