Notícias

13/04/2019

Famílias de Nova Londrina recebem as chaves da casa própria

Governador Ratinho Junior esteve no município e inaugurou o novo residencial. Ele disse que a meta do governo estadual é expandir ainda mais a construção de moradias no Paraná e lembrou que só no início do ano já foram liberadas 850 residências para 15 municípios.

Nova LondrinaQuarenta e quatro famílias de Nova Londrina, município da região Noroeste do Paraná, receberam nesta sexta-feira (12) as chaves de suas casas próprias. A partir de agora, elas vão morar no Residencial Manoel Bono Belascuzas, que foi inaugurado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, em evento com os moradores.

Ratinho Junior afirmou que o Governo do Estado tem um planejamento para reduzir o déficit habitacional no Paraná. “Nossa meta é expandir ainda mais a construção de moradias no Estado. Só no início do ano, por exemplo, já liberamos 850 residências para 15 municípios paranaenses”, disse ele no encontro, junto com o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Jorge Lange, e do prefeito Otavio Henrique Grendene Bono (Vico).

Ele também reforçou que o foco do governo é enxugar gastos com a máquina pública para sobrar dinheiro para o que realmente precisa. “Estamos cortando todas as despesas desnecessárias. Dessa forma, conseguiremos investir em ações que possam dar ainda mais qualidade de vida para as pessoas”, disse.

PARCERIA - O empreendimento recebeu investimentos de R$ 2,8 milhões do poder público. Os recursos são oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), financiados pela Caixa Econômica Federal, em um trabalho integrado do Governo Federal e Governo do Estado.

Graças aos subsídios dos programas Minha Casa Minha Vida e Morar Bem Paraná e à doação dos terrenos pelo município, os custos de financiamento a serem pagos pelos moradores foram reduzidos. Por isso, as prestações ficarão entre R$ 235 e R$ 645 mensais por até 360 meses. “O que nos move é fazer as pessoas se sentirem melhor e terem uma vida melhor”, disse o presidente da Cohapar.

Outra vantagem do programa é que os proprietários não precisarão pagar pela instalação dos padrões de energia elétrica e instalação das redes de água e esgoto. Todo o serviço foi prestado de forma subvencionada pela Copel e Sanepar como uma das contrapartidas do Estado para a viabilização do empreendimento. 

O novo residencial é uma conquista para a população, disse o prefeito. “Agora as famílias têm uma moradia digna. Já estamos trabalhando com o Governo do Estado para conseguir residências para outras 400 famílias”, acrescentou ele.

FelizFELIZ - Os imóveis variam de 38 a 50 metros quadrados e foram destinados a pessoas com renda familiar mensal de um a seis salários mínimos, previamente cadastradas por técnicos da Cohapar e da prefeitura de Nova Londrina.

Uma das moradoras que recebeu as chaves foi a dona de casa Silvone dos Santos, 44, que vai morar com a irmã e os dois filhos. “Estou muito feliz, pois tentava sair do aluguel há muitos anos. É um sonho realizado morar nessa casa, que está linda e foi muito bem construída”, disse ela.

Outro que deixará o aluguel é o pintor Rafael Miguel dos Santos, 33 anos. Ele vai morar na residência junto com sua esposa e o filho. “Com a economia do aluguel, conseguirei guardar dinheiro e investir na minha própria casa. A primeira coisa que vou fazer é o muro da residência”, relatou ele, ao lado da família.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega; o deputado federal Luiz Nishimori; o deputado estadual Tião Medeiros; o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Antônio Clever Iecher; o presidente do Sicredi Paraná, Jorge Bezerra Guedes, e prefeitos da região.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem