Notícias Cohapar

10/02/2006

Maringá recebe mais 161 moradias do programa Casa da Família

O presidente da Companhia de Habitação do Paraná, Luiz Claudio Romanelli, e o prefeito de Maringá, Silvio Barros, assinaram nesta sexta-feira (10) convênio para a construção de 161 moradias do programa Casa da Família no município.
As unidades serão erguidas no Jardim Cidade Alta/Madri (71), Jardim São Francisco (36), Jardim Batel (31), Jardim Copacabana (12) e Jardim Liberdade (11). A Cohapar também elabora projetos para construir mais 210 casas no Iguatemi e outras 180 nas Moradias Atenas.

“É uma satisfação vir a Maringá em nome do governador Roberto Requião para liberar a construção dessas casas. Moradia é direito fundamental do ser humano, está na Constituição brasileira. Por isso, já estamos trabalhando para trazer mais casas a Maringá para atender à demanda”, disse Romanelli durante a solenidade, realizada na prefeitura.

As 161 casas do convênio desta sexta-feira destinam-se a famílias cadastradas na Diretoria de Habitação da Secretaria do Desenvolvimento Urbano, Planejamento e Habitação de Maringá. “Assumimos o compromisso de construir 2 mil casas em Maringá, que estamos cumprindo graças ao apoio da Cohapar”, afirmou Barros.

No programa Casa da Família, o mutuário escolhe entre cinco projetos arquitetônicos para cada tamanho de casa (32, 40, 44, 52 e 63 m²). O programa é uma parceria com a Caixa Econômica Federal – responsável pelo financiamento das unidades – e as prefeituras, que doam os terrenos e providenciam as obras de infra-estrutura necessárias.

A construção das moradias é feita pelo sistema de Gestão Comunitária. Os beneficiários do programa Casa da Família formam associações de moradores que acompanham todo o processo de construção das casas, desde a escolha dos projetos até a comercialização das unidades.

“Daí vem o nome Gestão Comunitária. A Cohapar administra os recursos, com a participação das associações, e contrata os profissionais autônomos para execução de serviços nas obras”, explicou Romanelli.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.