Governo vai investir na construção de imóveis para famílias carentes do Norte do Paraná
14/09/2020 - 17:59

O Governo do Estado autorizou o início de mais duas obras no Norte Pioneiro do Paraná. Os conjuntos habitacionais serão construídos em Sertaneja, com 27 casas, e Leópolis, com outras 20 unidades. Serão investidos R$ 3,2 milhões nos projetos por meio do programa Nossa Gente, coordenado pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e Cohapar, em parceria com os municípios.

Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, obtidos por meio de um financiamento do Governo do Paraná junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O crédito subsidia integralmente o valor dos imóveis aos beneficiários, que não precisarão arcar com qualquer custo pela mudança.

FISCALIZAÇÃO – Uma reunião virtual entre engenheiros da Cohapar e da construtora Pizolato marcou a última etapa antes do início efetivo dos trabalhos. A empresa, contratada via licitação, será responsável pela execução das obras em ambos os municípios, sob fiscalização da companhia.

“Antes de iniciarmos uma obra fazemos essa reunião de partida para que todos os envolvidos possam esclarecer suas dúvidas. Assim, conseguimos manter um bom fluxo do cronograma estipulado”, explica o diretor de Obras da Cohapar, Ademir Bier.

As moradias têm modelos de 32 e 38 metros quadrados, com unidades de 49 metros quadrados adaptadas para pessoas com deficiência. Todas são compostas por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa. Em Sertaneja o investimento é de aproximadamente R$ 1,8 milhão, enquanto em Leópolis é de cerca de R$ 1,4 milhão.

NOSSA GENTE PARANÁ – Os projetos habitacionais vinculados ao programa envolvem a construção de 1.558 casas populares em 26 municípios. O trabalho integrado do Governo do Estado conta ainda com a participação da Copel e da Sanepar para instalação subsidiada das redes de energia elétrica, água e esgoto dos conjuntos residenciais.

Até o momento, 484 unidades foram entregues, que somadas àquelas em execução totalizam investimentos de aproximadamente R$ 104 milhões. A última entrega aconteceu em 4 de setembro, em Rebouças, com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

“Acabamos com as mordomias no Estado justamente para sobrar dinheiro e fazer investimentos em projetos que realmente mudam a vida as pessoas. E a habitação é o principal deles. Uma casa nova, estruturada, significa mais dignidade para a população”, disse o governador na ocasião.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias