Presidente da Cohapar acompanha posse da nova diretoria do Sinduscon-PR
30/11/2022 - 15:33

Empresários, lideranças de entidades representativas e autoridades públicas prestigiaram a cerimônia de posse da nova diretoria do Sinduscon/Seconci-PR, Gestão 2023-2025, realizada no dia 28 de novembro, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Paraná. O engenheiro civil e empresário Carlos Augusto Emery Cade irá presidir a entidade no próximo triênio.

Em seu discurso de posse, ele destacou que a entidade irá ampliar o diálogo com o poder público, em todas as esferas de governo, independente de partido político. “Entendemos que o relacionamento entre o Sinduscon-PR e nossos governantes traz resultados positivos para a indústria da construção civil, mas principalmente para a sociedade, pois os produtos que entregamos beneficiam a todos: moradias, escolas, hospitais, praças, saneamento, estradas, dentre tantos outros”, frisa.

No cenário nacional, Cade reforçou que a nova diretoria vai contribuir muito com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção nas discussões sobre as reformas estruturantes urgentes para o crescimento do Brasil, como a Administrativa e a Tributária. “A máquina pública está muito pesada para a sociedade bancar, somos o sétimo País que mais gasta com servidores no mundo! Precisamos redefinir o tamanho do Estado, modernizar e otimizar processos, até para estarmos menos sujeitos à corrupção”, defende.

A composição de palco contou ainda com a participação do atual presidente do Sinduscon-PR, Rodrigo Assis; presidente da Cohapar, Jorge Luiz Lange; presidente da CBIC, José Carlos Martins, presidente da Fetraconspar, Reinaldim Barboza; vice-presidente da FIEP, José Carlos Godoi, e o presidente do Crea-PR, Ricardo Rocha.  

O presidente que encerra o mandato este ano, Rodrigo Assis, agradeceu a participação do presidente da Cohapar, Jorge Lange, e destacou o diálogo franco que sempre pode ter com a Companhia, o que possibilitou à entidade opinar, tecnicamente, sobre o Casa Fácil Paraná. "Nossas sugestões de melhorias foram atendidas e hoje o programa é referência para o restante do País. Agora estamos em conversa com a administração municipal de Curitiba para tentar viabilizar este programa junto à COHAB. A ideia é a prefeitura dar subsidio ao mutuário ou abrir mão de certos impostos como ITBI, ISS, potencial construtivo, como forma de estímulo à habitação de interesse social", diz. 

Lange ressalta a importância da manutenção desta parceria “Temos um diálogo aberto com o Sinduscon-PR e o apoio é mútuo. A Cohapar quer manter esse vínculo tão positivo com a nova presidência e sabemos que isso será benéfico para ambos os lados”.

GALERIA DE IMAGENS